Saiba como realizar o sonho de ser caminhoneiro

Saiba como realizar o sonho de ser caminhoneiro

14 de Abril de 2020

Talvez seja uma paixão que nasceu lá na infância, ao brincar entre amigos com as miniaturas dos gigantes da estrada, ou então ao admirar a robustez e o ronco dos motores dos caminhões que passavam em frente a sua casa. Mas esta também pode ser uma paixão que nasceu mais tarde, na adolescência ou mesmo na vida adulta, ao vislumbrar o sonho de sentar no alto da cabine e guiar com a sensação de liberdade e de aventura, contemplando o encantamento das paisagens mundo afora.

 

Tudo isso é muito importante para você e representa o início de sua conexão com os caminhões e a vida na estrada. Mas, para ingressar neste universo, há uma série de requisitos que devem ser preenchidos até a hora de girar a chave e acelerar um gigante da estrada. Especialmente para você, preparamos um passo a passo, te instruindo a como transformar o seu sonho de fazer parte desta nobre e aguerrida profissão.

 

A primeira parte trata da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), que, independentemente da categoria que você busca alcançar, exigirá que passe por aulas práticas nos veículos que pretende dirigir, além de realizar os exames de prática, médico e psicotécnico. Há ainda o exame toxicológico, porém este somente é exigido para as categorias C, D e E.

 

Passo 01 - A busca pela CNH

É com 18 anos de idade que você pode iniciar sua jornada para conquistar a primeira carteira nacional de habilitação, nas categorias A (motos) e B (carros). Após um ano em posse de sua CNH, momento em que ela deixa de ser provisória para ser definitiva, é que você poderá avançar para a categoria C. Ela permite que conduza veículos de carga não articulados, como caminhões tocos e trucados, além de veículos com até 8 passageiros.

 

Após dois anos de categoria B ou um ano de categoria C, somado à exigência de ter ao menos 21 anos, é que você poderá avançar à categoria D. Esta permite a você dirigir também veículos para mais de 8 passageiros e com cargas perigosas. É após um ano habilitado na categoria D, ou dois anos na categoria C, que você poderá chegar na categoria E, a última dentre as habilitações. Com ela, você estará apto a conduzir veículos de mais de um módulo, como cavalo mecânico com implemento.

 

Passo 02 – É hora de se qualificar

Tendo em vista que a profissão de caminhoneiro é dia mais moderna e passa por mudanças constantes, os profissionais de destaque e que conquistam as melhores oportunidades são aqueles que se mantêm constantemente atualizados. E são vários os cursos, gerais e específicos, voltados ao transporte de cargas e de passageiros. Este é o momento de você definir em qual segmento dentro do transporte realmente quer trabalhar, e buscar estas complementações, cursos e treinamentos que vão te deixar apto e qualificado para o exercício da profissão.

A indicação é pela busca de cursos oferecidos por instituições qualificadas para isso, como o Serviço Social do Transporte (Sest) e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat). Além dos cursos específicos, oferecidos na modalidade presencial, muitas das formações gerais são encontradas on-line e também oferecidas pelo Sest/Senat. Elas podem complementar e oferecer boas atualizações a você. Há opções como Administração da Frota, Língua Portuguesa, Transporte Consciente para Caminhoneiro, Código de Trânsito Brasileiro, Cálculo de Frete, Gestão de Pneus, Manuseio de Cargas Frigorificadas, Qualidade no Atendimento, Arrumação no Transporte de Cargas, Gestão de Combustível, Movimentação de Cargas Perigosas, Direção Segura para Caminhoneiros, entre outras. Saiba mais em https://ead.sestsenat.org.br/cursos/

 

Cursos Específicos

- MOPP

O Curso de Movimentação Operacional de Produtos Perigosos (MOPP) prepara para o transporte de produtos perigosos. Trata-se do fornecimento de todo o conhecimento necessário sobre o transporte de resíduos perigosos, envolvendo as áreas da técnica e da conscientização. Segundo a norma ABNT NBR 1004, estes resíduos perigosos são os que apresentam inflamabilidade, corrosividade, reatividade, toxicidade e/ou patogenicidade, além de todos os que constam nos anexos A e B da NBR 1004. Dentre os produtos perigosos estão líquidos inflamáveis, explosivos, gases comprimidos, substâncias radioativas, entre outros. O curso tem 50 horas/aula e exige atualização de 16 horas/aula a cada cinco anos. A formação envolve legislação de trânsito, direção defensiva e movimentação de produtos perigosos, com todo o detalhamento pertinente a cada módulo. Os requisitos para fazer o curso são ser maior de 21 anos e estar habilitado na categoria B, C, D ou E, dentre outras.

 

- Transporte de Cargas Indivisíveis

Certamente você já viu pelas rodovias caminhões transportando máquinas, transformadores, colheitadeiras, tubos, toras ou blocos de rochas, em implementos pranchas, com peso elevado e grandes dimensões, exigindo Autorização Especial de Tráfego (AET). Podem envolver uso de Conjunto Transportador, Combinação de Veículos ou Comboio. Pelo tamanho das cargas, elas não passam despercebidas. As cargas indivisíveis exigem um curso específico para seu transporte e exigem que o condutor tenha ao menos 21 anos e seja habilitado nas categorias C ou E, dentre outras exigências. A formação dura cinco horas.

 

- Transporte Coletivo de Passageiros e Transporte Escolar

Transportar pessoas exige muito mais do que a CNH na categoria D. Além de exigir imprescindível responsabilidade e habilidade de relacionamento, é necessário um curso de Transporte Coletivo de Passageiro ou Transporte Escolar. É esta qualificação que vai te preparar para aprender a lidar com pessoas e como transportá-las com a maior segurança possível. A carga horária é de 50 h/a. Os requisitos são ser maior de 21 anos e estar habilitado, no mínimo, na categoria D, dentre outros. O curso aborda conhecimentos acerca da legislação de trânsito, direção defensiva, noções de primeiros socorros, relacionamento interpessoal e respeito ao meio ambiente e convívio social.

 

Passo 03 - Ser empregado ou ser autônomo?

Talvez esta seja uma das maiores dúvidas de quem escolhe a profissão de caminhoneiro: ser autônomo ou ser empregado? Muitos exemplos mostram que o início da carreira parte da necessidade de ser empregado, até adquirir experiência e recursos financeiros para empreender. Mas há inúmeros casos de profissionais que preferem ser ligados diretamente a empresas. Qual opção escolher e qual delas é a melhor são perguntas que não retornam uma resposta única, pois passam pelos objetivos, sonhos e realidade de cada um.

Quero ser autônomo

Se esta é a ideia que move os seus sonhos, é hora de fazer algumas perguntas para si mesmo para amadurecer esta possibilidade.

- Que valor eu disponho? Sem dinheiro e sem experiência no mercado, investir num caminhão e tentar trabalhar como autônomo pode virar um pesadelo. Avalie com cuidado.

- Quero realmente empreender? Essa ideia exige sua ciência de que vai correr riscos e dedicar muito mais tempo a sua profissão. Terá que ampliar muito seus conhecimentos na área administrativa.

- Tenho experiência na área, é hora de tentar? Se você conhece bem o ramo no qual quer empreender e talvez até já tenha parceiros para agregar ou prestar serviço, pode ser um bom indicativo de que é hora de ser seu próprio chefe.

 

Quero ser empregado

Conquistar as primeiras oportunidades para quem não tem experiência são muito desafiadoras, como em qualquer outra profissão. Seguindo alguns passos, aumentam as chances de você conseguir uma boa vaga.

- Monte seu currículo: muita atenção para informar seus contatos corretos e não cometer erros de português. Se não tiver segurança em fazer sozinho, peça ajuda. Informe também todos os cursos relacionados diretamente ou indiretamente à área dos transportes. Não informe nada que não seja verdade, pois isso será descoberto pela equipe de recrutamento. Acesse os sites das empresas nas quais quer buscar oportunidades e verifique como é o processo de candidatura delas, que pode ser através de cadastro em sistema próprio ou do envio por e-mail. Não hesite em ligar e conversar com os responsáveis para saber mais sobre as oportunidades ou até mesmo marcar uma entrevista pessoal.

- Sites com vagas e empresas de recrutamento: há inúmeras opções no mundo on-line de sites, muitos com opções gratuitas, para cadastro de seu currículo e busca por vagas. Também verifique empresas de recrutamento em sua cidade e nas cidades vizinhas, e não deixe de entrar em contato para saber como deixar seu currículo com elas. Também busque grupos e comunidades nas redes sociais, pois muitas oportunidades vêm através dos colegas de profissão. Currículo na gaveta não conquista emprego.

 

04 – Seja autoridade em sua profissão

Estar atualizado sempre e conhecer a fundo seu veículo, o segmento no qual atua, as normas de trânsito, a parte mecânica e tudo o que envolve a direção defensiva, são requisitos que vão dar destaque para você em sua profissão. Como em qualquer área, quem é mediano fica longe da disputa pelas melhores oportunidades. Se você quer estar entre os melhores e ser disputado pelo mercado, seja enquanto empregado, seja como autônomo, seja uma autoridade em sua profissão.

Mantenha-se conectado às redes sociais e ao site do Grupo Transvidal, assim como dos órgãos regulatórios do transporte, para manter-se sempre atualizado com a legislação e também com dicas para potencializar sua carreira de caminhoneiro. E, no que precisar, conte conosco!

 

www.facebook.com.br/grupotransvidal

www.instagram.com.br/grupo_transvidal

www.linkedin.com/company/grupo-transvidal

www.transvidal.com.br