Guia de cuidados com a coluna para caminhoneiros

Guia de cuidados com a coluna para caminhoneiros

21 de Abril de 2020

Dores lombares, fraqueza, sensação de peso nas pernas e inchaço. Uma coisa é certa, qualquer um desses são sinais do seu corpo para informar que algo não vai bem com a coluna. 

Mas afinal, é possível passar tantas horas diárias atrás do volante e não sentir dor nas costas? 

De acordo com dados da pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT), 16% dos motoristas de caminhão já tiveram que realizar tratamento médico em razão de dores nas costas. A boa notícia é que o problema pode ser contornado ao incorporar alguns hábitos simples ao dia a dia na estrada, confira.

Cuide da postura

O que significa ter uma boa postura ao dirigir? De acordo com o Manual de Direção Defensiva do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), significa adotar os seguintes comportamentos:

  • Dirija com os braços e pernas ligeiramente dobrados para diminuir a sobrecarga nas articulações, prevenindo as tensões musculares.

  • Apoie bem o corpo no assento e no encosto do banco, formando um ângulo de 90 graus.

  • Ajuste o encosto de cabeça a altura de seus olhos.

  • Mantenha os calcanhares apoiados no assoalho do veículo.

  • Quando não estiver usando os pedais, evite apoiar os pés.

  • Segure o volante com as duas mãos e as mantenha retas, de forma que você possa enxergar o painel e acessar os comandos do veículo facilmente.

  • Para fazer a troca de marchas, mantenha o braço em uma posição confortável. Cuide para que ele não fique muito esticado nem muito flexionado.

  • Para melhorar a circulação sanguínea, quando for descansar, mantenha as pernas semiflexionadas.

  • Utilize calçados bem fixos aos pés.

  • Ajuste o cinto de segurança sobre o peito, nunca sobre o pescoço.

  • Ajuste os espelhos para que as visualizações ocorram sem a necessidade de inclinar o corpo.

Pratique atividade física

Caminhadas ao redor do veículo já contam, mas só uma não adianta. A recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é de que se dedique 150 minutos semanais de atividade física leve ou moderada (cerca de 20 minutos por dia) ou, pelo menos, 75 minutos em exercícios de maior intensidade por semana.

Já o Instituto Nacional de Câncer (INCA) destaca que a atividade física promove o equilíbrio dos níveis de hormônios, reduz o tempo de trânsito gastrointestinal, fortalece as defesas do corpo e ajuda a manter o peso corporal adequado. Além disso, movimentar-se regularmente contribui para a prevenção de diversos tipos de câncer, como o de intestino, por exemplo.

Os exercícios também trazem mais disposição para realizar outras tarefas, aumentam a flexibilidade, ajudam a reduzir o risco de doenças como hipertensão e diabetes e ainda vão contribuir para aliviar suas dores na coluna, pode apostar!

Faça paradas frequentes

Estudo recente publicado no The Spine Journal (revista científica especializada em coluna), aponta que dirigir por mais de 2 horas parece aumentar em cerca de 5 vezes o risco de dor lombar.

Por isso, faça paradas regulares e aproveite esses momentos para fazer alongamentos. Tornozelo, panturrilha, coxa, troncos e pulsos são as regiões que mais precisam de alongamento.

Caso você já sofra com dores, consulte um profissional para indicar a atividade física mais adequada.

Veículo em boas condições

Um caminhão em boas condições e com design ergonômico (pensando em como tornar o veículo mais adaptado para proporcionar uma direção mais agradável e eficaz) garante não só a sua segurança, mas também a segurança de quem cruza seu caminho. O bom estado de conservação do veículo também interfere diretamente na sua saúde. Por isso, esteja atento aos seguintes aspectos:

  • Verifique se o seu banco e o encosto de cabeça são apropriados;

  • Observe se os pedais estão condizentes com a poltrona;

  • Confira se o painel e o volante são compatíveis com a postura da poltrona;

  • Observe se a poltrona possui apoio bilateral para os braços;

  • Mantenha a cabine sempre organizada e sem obstáculos no chão.

Viu como é fácil incorporar essas dicas ao seu dia a dia e tornar sua parceria com o volante muito mais confortável e saudável? Tem mais alguma dica? Deixe seu comentário e ajude outros colegas de profissão!